27.5.05

Era uma vez um galo e uma galinha, uma galinha muito pequenina e um galão armado em capitão de capoeira.
A galinha pequenina andava sempre a vasculhar no chão, à procura de grão e sempre conseguia encontrar algum. O galão, armado em general, nunca tinha sorte, e andava sempre atrás da galinha a ver se lhe tirava algum grão.
"Sou o galo desta capoeira, por isso todo o grão que encontrares deves primeiro mostrar-mo para eu ver se está em boa condição para o comeres."
Claro, que o galão comilão e azarão comia todo o grão que a pobre da galinha encontrava e não lhe deixava nem um.
Até que um dia ela farta desta situação, resolveu pregar uma partida ao galão sabichão. Encontrou algumas pedrinhas bem redondinhas, que pareciam milho branco e resolveu dá-las ao galão comilão.
O galão todo contente foi comendo as pedras, dizendo "Mas que belo milho arranjas-te desta vez, galinha. Sabe mesmo bem!" A galinha sorria, toda contente, da partida que tinha feito ao galão.
Ao fim da tarde, o galão queixou-se de fortes dores de barriga e que mal conseguia andar com todo o peso que sentia na barriga. A galinha disse-lhe "Se calhar o milho não estava bom, afinal! Talvez seja melhor deixares de provares o milho que se encontra e seres tu próprio a procurá-lo". "Não, eu sou o galo desta capoeira, todo o milho que encontram tem que passar primeiro por mim para haver aprovação"
A galinha resolveu pregar uma nova partida ao galão armado em chefão. Encontrou umas bagas vermelho escuras e resolveu fingir que eram milho vermelho, muito difícil de encontrar, "Ó galo, ó galo, encontrei milho vermelho, vem depressa antes que alguém o leve." O galão logo foi a correr e depressa comeu as bagas. De novo, à noite se sentiu mal e disse à galinha "ó galinha, o milho que tens encontrado não tem sido nada bom, de agora em diante nunca mais vou comer o milho que encontrares!" A galinha toda contente seguiu para o seu ninho e desse dia em diante pôde comer todo o grãozinho que encontrava e encher bem o papinho, sem ter o galão à perna para lhe tirar o milho. Assim, a galinha pequenina com toda a sua esperteza conseguiu enganar o galão armado em capitão.

2 Comments:

Blogger Leeloo said...

Ah ganda galinha!! :lol: Não conhecia esta história: gostei ;)

Jinhos :)

27/5/05 11:03 da tarde  
Blogger Sonnenschein said...

Inventei-a quando estava no trabalho, sem nada para fazer. A minha inspiração foi a minha galinha Galaró(boneco) que tenho na minha secretária!!! :D

29/5/05 9:17 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home